Publicado em vida

Al.cool

Endiabrado o sol veste o traje da manhã

Embriagada a lua despe a toga na aurora

Boreal estoira em mil cores

Al. Ti. Va confessa demanda de odores intensamente subtis

Ardil de luz apresiona os olhares fotogenicos  

Bebedeira sideral 

Arco íris multidimecional inebriado de anil

Cativeiro de luz e cor

Adega de Acaso(s)

Arco sem flecha, seta sem cupido

Al. Cool de manhã ao por do sol

O mundo inteiro é uma tasca 


BEBEum copo 

de SOL

Publicado em vida

no PÉ da leTRA

Tirar o que quer que seja pode duma forma generalizada e lido ao pé da letra não ser bom, mas o que antes me dava prazer agora tiro em dobro, tudo isso no pé da letra. 


O prazer de ver(ter) um sorriso, de al(cancar) o abraço e esculpir na ne(bli)na as gragalhadas que ficam soltas no vento, que passa a trote no pé da letra sel(vagem)

Publicado em Casa, Deus, VIAGENS, vida

TU(a)Regue

ojos-negros-y-azules-01

Aquele que se orienta no deserto de dia ou de noite.

Seja hora de sol a pico ou a hora da estrela.

Memória da ancestralidade feita gente.

Resultado de imagem para memoria ancestral

Guia do guia que a gente sente.

Espelha a partilha no horizonte DESERTO outrora palmilhado.

Pirata do deserto por certo, abandonado de nome.

Amado ou Odiado mas jamais ignorado.

O sorriso da sapiente conquista.